domingo, 31 de agosto de 2014

ALAGOAS: MORRE POLICIAL MILITAR ATINGIDA POR DISPAROS DE METRALHADORA.

Izabelle não resistiu aos ferimentos e morreu no HGE

A assessoria de imprensa da Polícia Militar de Alagoas (PMAL) informou no final da manhã deste domingo (31) que a soldado Izabelle Pereira não resistiu aos ferimentos causados pelos disparos de metralhadora e faleceu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, onde estava se recuperando de uma cirurgia.

De acordo com as informações da PM, enquanto fazia ronda no bairro São Jorge, em Maceió, a policial militar foi atingida por disparos de matralhadora no ombro e braço. O caso foi registrado na noite deste sábado (30) e a hipótese é que os tiros tenham sido deflagrados acidentalmente.

Izabelle foi levada para o Hospital Geral do Estado (HGE), em estado grave e passou por cirurgia.

A pm, lotada do Batalhão de Radiopatrulha, se formou no ano passado.

A assessoria de comunicação da PM informou que Izabelle pode ter se descuidado. Ela estava acompanhada de outros três colegas quando aconteceram os disparos.

Fonte:  Tribuna Hoje

ESPÍRITO SANTO: CRIMINOSOS INVADEM RESIDÊNCIA DE POLICIAL E UM É ATINGIDO POR TIRO DE ESCOPETA.

Mesmo baleado o criminoso se arrastou até a calçada da casa.

Por volta das 22h da última quinta-feira (28), dois criminosos invadiram a residência de um policial rodoviário federal, de 39 anos, em Cachoeiro de Itapemirim - ES. Os indivíduos tentavam sequestrar a esposa e a filha de nove anos do policial que acertou um tiro de escopeta na cabeça de um dos homens. O outro fugiu.

Segundo o policial, sua esposa abriu o portão da garagem com o controle remoto e entrou com o carro. Ao descer, foi surpreendida por dois criminosos, que aproveitaram o portão aberto e seguiram logo atrás.

A mulher gritou. O policial, que estava dentro de casa, foi até a janela do quarto, situado no segundo andar da casa, e viu a ação dos bandidos. Ele pegou a arma e desceu pela escada. Porém, dentro de casa, se deparou com Rafael, que estava com um revólver calibre 32. “Encontrei com ele entrando em casa. Me identifiquei e dei voz de prisão, mas ele reagiu e houve troca de tiros”, disse o policial.

De acordo com a polícia, havia quatro balas deflagradas no revólver calibre 32 do bandido. Já o policial atirou duas vezes. Um dos tiros acertou de raspão a testa do acusado, logo acima da sobrancelha esquerda. O suspeito baleado, identificado como Rafael Ramos Figueiredo, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e está internado na Santa Casa de Cachoeiro sob escolta policial. A polícia ainda não sabe se esse é o nome verdadeiro dele.

Logo após efetuar os tiros, o policial saiu de casa e encontrou a esposa dominada pelo outro bandido, que também estava armado. “Falei para ele: vai embora, foge. No intuito que ele liberasse minha mulher”, destacou. O bandido deixou a mulher e saiu correndo, em direção à avenida Francisco Lacerda de Aguiar, carregando das vítimas um aparelho celular, as chaves do veículo do casal e o controle do portão eletrônico.

Quando a Polícia Militar chegou à residência da família encontrou o criminoso caído, muito ensanguentado, já do lado de fora da casa. “Ele recobrou os sentidos e foi andando até lá, se escorando no muro”, disse o policial.

Mãe e filha muito assustadas foram levadas para casa de familiares.

Delegado procura mais vítimas dos bandidos

O delegado de Crimes contra o Patrimônio, José Augusto Militão, suspeita que os criminosos já vinham aterrorizando moradores da região. “Uma pessoa já veio à delegacia procurando fotos dele. Realmente tivemos roubos no Gilberto Machado – bairro vizinho – com o mesmo “Modus operandi”, disse.

Para Militão, as apurações iniciais apontam para legítima defesa, já que o bandido atirou. O criminoso, por enquanto, explicou o delegado continuará sob escolta policial até melhorar e poder prestar depoimento, mas já foi autuado em flagrante por roubo qualificado e homicídio tentado.

Com relação à arma, o delegado explicou que o policial apresentou registro. “À principio não vejo ilegalidade referente ao porte da arma. Ele é um agente de segurança e pode ter esse tipo de arma. Provavelmente, mais tarde, ela será devolvida ao dono”, destacou.

Com relação ao nome do acusado, o delegado informou que ainda não é possível atestar se está correto, pois ele deu nomes falsos. Militão explicou que está tentando localizar familiares dele ou vai procurar identificá-lo assim que for possível colher seu depoimento.

Fonte:  Via ES

sábado, 30 de agosto de 2014

AMESE PARTICIPA DO BAILE DE FORMATURA DA TURMA DE SARGENTOS 2014/1. CONFIRAM AS FOTOS.

A AMESE, através do seu presidente Sargento Vieira e do assessor jurídico Dr. Márlio Damasceno, esteve participando do baile de formatura da turma de sargento 2014/1, realizado na noite deste sábado, dia 30, no Espaço Emes, situado na Avenida Tancredo Neves, cujos representantes da associação foram convidados para se fazerem presentes ao evento.

A festa contou com a participação de diversos policiais militares, acompanhados de seus familiares, que lotaram as dependências da casa de espetáculo, cuja festa foi bastante organizada, contando inclusive com atrações musicais que animaram os presentes.

Confiram abaixo fotos do evento:


























SARGENTO VIEIRA REAFIRMA APOIO A MENDONÇA PRADO E DIZ QUE NOTÍCIA FOI LEVIANA.

O Sargento Vieira vem a público esclarecer acerca de artigo publicado no blog do jornalista Cláudio Nunes, onde relata que a sua pessoa teria ido levar apoio a André Moura, fato que não é verdadeiro.Desde o início da campanha eleitoral o Sargento Vieira declarou, abertamente, o seu apoio ao Deputado Federal Mendonça Prado, pelo trabalho que realizou e realiza pela classe militar sergipana, como por exemplo as lutas pelas anistias dos militares que respondiam a processo criminal, pela aprovação da PEC 300 e tantas outras pelo país afora.

Sargento Vieira reafirma apoio a Mendonça Prado e diz que notícia foi leviana II

O Sargento Vieira afirma que o artigo que encaminharam para o blog do jornalista Cláudio Nunes é leviano e mentiroso, pois vem trabalhando ostensivamente para Mendonça Prado, jamais tendo hipotecado qualquer apoio a André Moura, como consta no artigo.O apoio hipotecado a Mendonça Prado é tão claro, que o Sargento Vieira retirou sua candidatura a Deputado Federal para não prejudicar Mendonça, que até antes das convenções se cogitava a candidatura do parlamentar a vice-governador numa chapa, conforme fora amplamente divulgado na imprensa sergipana.

Fonte:  Blog do jornalista Cláudio Nunes

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

POLICIAIS DA RADIOPATRULHA RESGATAM VÍTIMA DE ACIDENTE NA PONTE DO RIO POXIM.


A Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp) realizou na madrugada do domingo, dia 24, por volta das 02h00, na Avenida Beira Mar, mais precisamente sobre a ponte do Rio Poxim, o resgate da condutora do veículo,  após acidente de trânsito. 

A ação foi realizada pelos policiais militares, componentes da Equipe Leão Comando, Sargento PM Pedro Batista dos Santos e Cb PM Silvânio dos Santos, momento em que após o serviço de policiamento ostensivo radiomotorizado na cidade de Itabaiana, deslocavam-se para a base da CPRp, quando presenciaram o veículo conduzido por uma senhora, marca Ford, modelo Ka, cor branca, placa OEO – 7622, que ao desviar de um cachorro que caminhava sobre a ponte, perdeu a direção do veículo e rodou sobre o leito da ponte, vindo a chocar contra um poste de iluminação, destruindo-o juntamente com a mureta de proteção. Por conseqüência do choque, o veículo ficou parcialmente suspenso na ponte, preso apenas pela calçada, correndo o risco de queda livre no Rio Poxim.

Imediatamente, os policiais sinalizaram o leito da via para evitar eventuais acidentes e empreenderam diligências para retirar a condutora do veículo, inicialmente, mantendo contato verbal no intuito de acalmá-la, pois estava em pânico, chorando, gritando muito e pedindo socorro com receio da queda no rio.  Ato contínuo, os policiais iniciaram a retirada, pois a mesma estava fora do veículo, segurando apenas na porta do lado do motorista que estava aberta. Neste momento os policiais seguraram-na pelos braços, retirando-a por cima da porta do veículo a fim de minimizar o risco de queda, logrando êxito no resgate.

Após o resgate, a Equipe Leão Operações – comandada pelo Ten PM Jonatas Lopes Nunes, chegou ao local e ajudou na retirada do veículo que apresentava risco de cair da ponte. Após o resgate os policiais conversaram com a vítima no intuito de acalmá-la mais ainda e cerca de 40 minutos após o sinistro, a mesma foi encaminhada através de familiares a sua residência para os cuidados necessários.

Fonte:  Blog da Radiopatrulha

SARGENTO VIEIRA ESCLARECE SOBRE ARTIGO VEICULADO NO BLOG DO JORNALISTA CLÁUDIO NUNES.


O Sargento Vieira vem a público esclarecer acerca de artigo publicado no blog do jornalista Cláudio Nunes, onde relata que a sua pessoa teria ido levar apoio a André Moura, fato que não é verdadeiro.

Desde o início da campanha eleitoral o Sargento Vieira declarou, abertamente, o seu apoio ao Deputado Federal Mendonça Prado, pelo trabalho que realizou e realiza pela classe militar sergipana, como por exemplo as lutas pelas anistias dos militares que respondiam a processo criminal, pela aprovação da PEC 300 e tantas outras pelo país afora.

O Sargento Vieira afirma que o artigo que encaminharam para o blog do jornalista Cláudio Nunes é leviano e mentiroso, pois vem trabalhando ostensivamente para Mendonça Prado, jamais tendo hipotecado qualquer apoio a André Moura, como consta no artigo.

O apoio hipotecado a Mendonça Prado é tão claro, que o Sargento Vieira retirou sua candidatura a Deputado Federal para não prejudicar Mendonça, que até antes das convenções se cogitava a candidatura do parlamentar a vice-governador numa chapa, conforme fora amplamente divulgado na imprensa sergipana.

Sargento Jorge Vieira da Cruz

SERÁ QUE O GOVERNO DO ESTADO TRATA IGUALMENTE OS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES SE COMPARADO AOS POLICIAIS CIVIS?


RIO DE JANEIRO: TRAFICANTE OFERECE R$ 200 MIL A PM AO SER PRESO.


Foi preso nesta quarta-feira (27) um dos chefes do tráfico do Morro da Providência, Centro da cidade. Como mostrou o Bom Dia Rio nesta quinta-feira (28), Aldinei Marcos da Costa Júnior, conhecido como Audi, ainda tentou subornar os PMs, oferecendo R$ 200 mil para ser liberado no caminho da delegacia. Segundo a polícia, o homem é suspeito de ordenar ataques a base da UPP da região.

A prisão foi feita em um dos acessos da comunidade, durante um patrulhamento de rotina. De acordo com os agentes, Aldinei foi parado em uma blitz por agentes da UPP e entregou uma habilitação falsa, mas foi reconhecido. O Disque Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 1 mil por informações sobre o criminoso, que chegou a ser preso duas vezes, em 2006 e 2008.

Ainda segundo as investigações, Audi era responsável por comprar e distribuir armas para os criminosos do Morro da Providência. Após a prisão, a segurança foi reforçada na comunidade com apoio de PMs de outras UPPs próximas. Nenhuma troca de tiros foi registrada durante a noite.

Fonte:  SOS PMERJ

SARGENTOS ESTÃO SENDO PREJUDICADOS NA PM DO MATO GROSSO.


Bom dia Almança.

Sou 3º sargento da PM de Mato Grosso e venho denunciar o que ocorre aqui no meu estado.

Em 2003 houve um concurso para formação de sargentos, sendo que foram chamados somente os que obtiveram a melhor nota. Fizeram o curso e hoje são 1º sargentos. Ocorre que após quase dez anos, foi chamada a 2ª turma do mesmo concurso por meio de muita luta na esfera judicial. Acontece que hoje a PMMT em convênio com o Instituto Tecnológico de Educação Federal (IFMT) abriu 300 vagas somente para subtenentes e 1º sargentos se inscreverem para cursarem o Curso Superior de Tecnologia em Segurança Pública na modalidade EAD no período de dois anos, sendo este curso uma complementação para realização do CHOA o Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos.

Estamos sendo preteridos nessa situação, pois somos do mesmo curso de 2003 e temos o direito de participar deste Curso também. Mas amarraram o edital conforme eles querem e então os 3º e 2º sargentos não poderão fazer este curso de graduação.

Gostaria que você publicasse no blog para conhecimento de todos os PMs do Brasil. Porque entendemos isso como sendo uma tremenda injustiça, já que fomos chamados após quase dez anos para fazermos o mesmo CFS dos que hoje são 1º sargentos e estamos sendo prejudicados. 

Obrigado.

Fonte:  Blog do Almança

ADEPOL/SE: SSP/SE 7 ANOS DE EVOLUÇÃO DA CRIMINALIDADE. CONFIRAM O VÍDEO.



Fonte:  Infonet

Nota do blog:  A AMESE também já havia feito anteriormente um levantamento semelhante, percorrendo delegacias, batalhões, companhias e destacamentos de todos os municípios do Estado de Sergipe, encaminhando um relatório pormenorizado, com fotos, das péssimas situações as quais os policiais militares eram submetidos em seus locais de trabalho, cujo relatório foi entregue ao então Comandante da PMSE à época e ao Secretário de Segurança Pública, porém muito pouco foi efetivamente feito para melhorar a situação, que posteriormente também foi comprovada pela ADEPOL/SE.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

PROJETO PERMITE QUE POLICIAIS POSSAM ADQUIRIR ARMAS DE USO RESTRITO COM ISENÇÃO DE IMPOSTOS.

A Câmara analisa projeto que permite que policiais civis, federais e militares adquiriram duas armas de fogo curtas, de uso restrito, e uma de longo alcance, de uso permitido, com isenção de impostos e taxas para sua aquisição ou seu registro (PL 6970/13). De acordo com a proposta do deputado Bernardo Santana de Vasconcellos (PR-MG), os órgãos de segurança pública podem obter, a cada trimestre, até duas caixas com 50 cartuchos para cada arma de fogo registrada em seu nome, também com isenção fiscal.

Atualmente, segundo o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03), apenas o Comando do Exército pode autorizar, excepcionalmente, a aquisição de armas de fogo de uso restrito. As armas de uso restrito que poderão ser adquiridas, segundo a proposta, são .357 Magnum, .9x19mm, .40 S&W e .45 ACP.

Pelo texto, fica autorizada a transferência das armas de fogo desde que realizada após dois anos de sua aquisição e somente a integrantes da policia civil, federal ou militar. No caso dos cartuchos, é vedada transferência ou cessão, devendo a numeração dos lotes ser registrada nas respectivas instituições.

A proposta autoriza os integrantes dos órgãos de segurança pública ao livre porte de arma em todo o território nacional, inclusive em interior de qualquer prédio ou transporte público ou privado, exceto quanto em recinto fechado, na qualidade de réu, indiciado, suspeito ou autor. Pelo projeto, nesse caso, deverão submeter-se às normas e regulamentos específicos.

Coletes

Segundo o projeto, é permitida a aquisição de colete à prova de balas, de qualquer especificação, com isenção de imposto ou taxa e permitida sua transferência após dois anos somente aos órgãos de segurança pública especificados.

Reservas e Aposentados

De acordo com o texto, os policiais transferidos para reserva remunerada ou aposentados deverão submeter-se aos testes de avaliação de aptidão psicológica a cada cinco anos após os 70 anos para ter direito ao livre porte de arma de fogo. O porte poderá ser suspenso quando recomendado por junta oficial da instituição a que pertence o servidor.

O texto prevê ainda que não se considera para o computo de armas de fogo e coletes os registrados anteriormente à vigência da lei. Segundo o deputado Vasconcellos, a proposta pretende apenas buscar meios para aumentar e melhorar a segurança pública dos Estados e do Distrito Federal.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:


Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Rachel Librelon

Fonte: Agência Câmara de Notícias

AMESE REALIZA NOVA ENQUETE PARA SABER A OPINIÃO DO INTERNAUTA SOBRE O QUE ACHA DA POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE.


A AMESE iniciou uma nova enquete que se encontra do lado direito deste blog, perguntado ao internauta: COMO VOCÊ AVALIA A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE?

Vote e expresse a sua opinião livre e democrática acerca do tema.

JOVEM MORRE E SARGENTO SAI FERIDO EM ASSALTO.

Crime aconteceu no início da noite em um sítio em Japaratuba


Um jovem foi assassinado e um policial militar ficou ferido em assalto ocorrido no início da noite desta quarta-feira, 28, no município de Japaratuba. Conforme informações da Polícia Militar, o sargento Mário César Vieira estava acompanhado do jovem Tiago Ferreira da Cruz, 19, no sítio de propriedade dele no assentamento Caraíba, alimentando os animais.

No momento, dois homens armados invadiram o imóvel, teriam anunciado o assalto e disparado os tiros. Não há registro se ocorreu ou não troca de tiros, segundo informações do tenente-coronel Paulo César Paiva, chefe da 5ª Seção da PM, setor responsável pela comunicação social da corporação. Atingido, Tiago da Cruz teria corrido e teria tentado se esconder na mala de um veículo, mas foi localizado pelos assaltantes e acabou atingido com um tiro na cabeça, segundo informações do tenente-coronel Paiva.

As informações sobre a ocorrência ainda não são precisas, segundo o tenente-coronel Paiva. Os primeiros levantamentos indicam que o policial foi atingido no peito. Mesmo ferido, segundo o tenente-coronel Paiva, o sargento teria conseguido fugir para a mata e, posteriormente, foi assistido por outros policiais.

Quando localizado, o sargento estava consciente e chegou a conversar com a equipe do Comando de Policiamento Militar do Interior (CPMI), momento em que informou o que teria ocorrido no sítio. O sargento foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde está internado na ala vermelha, destinada a pacientes críticos.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Huse, o estado de saúde do sargento é estável. A assessoria informa que o paciente está consciente e orientado e será avaliado pela equipe da ortopedia, que observará se haverá ou não necessidade de submetê-lo a procedimento cirúrgico.

Fonte:  Infonet (Cássia Santana)

EX-SOLDADO DA PMSE É PRESO ACUSADO DE COMANDAR EXPLOSÕES A CAIXAS ELETRÔNICOS.

A policia sergipana conseguiu prender na tarde desta quarta-feira (27), quatro elementos acusados de serem os responsáveis por explosões de caixas eletrônicos em bancos no interior do estado, entre eles um ex-PM

A ação terminou com a prisão de um ex-soldado da policia militar identificado como Manoel Messias Santos Filho, 42 anos, e que foi expulso da corporação em 1.996, já à época acusado de assassinato e roubos a caixas eletrônicos, correios e ponto Banese. O ex-soldado teria praticado um assassinado durante o pré-caju em 1.995. Devido a essas acusações ele acabou sendo expulso.

A ação policial ocorreu por volta das 16 horas da quarta-feira, no conjunto Bugio em Aracaju. Os militares conseguiram cercar os elementos no momento em que eles chegavam em uma residência para deixar um dos lideres do bando, o Manoel Messias. Nesse momento a policia deu voz de prisão ao ex-soldado que não reagiu e enquanto isso, os outros elementos fugiram rumo a uma praça no Bugio, onde foram cercados, inclusive trocando tiros com a policia.

Manoel Messias Santos Filho é acusado de comandar o grupo que praticou as explosões dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil em Nossa Senhora de Lourdes. Essa ação criminosa aconteceu por volta das 2h, quando cinco homens invadiram a agência e explodiram dois dos quatro caixas.

A policia Civil irá detalhar na manhã de hoje a ação que terminou com a prisão dos assaltantes.

As informações são do programa Liberdade sem Censura.

Fonte:  Faxaju

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

A SOCIEDADE ESTÁ TRANSFORMANDO A POLÍCIA EM UMA INSTITUIÇÃO DE COVARDE.


Estamos transformando a polícia em uma instituição de covardes.

Hoje, poucos policiais têm o ímpeto de agir imediatamente diante de uma injustiça ou de uma situação delituosa. Poucos têm a vontade de investigar e se expor às ruas e a seus conflitos, poucos têm a inconsequência de ir, quando a prudência normal e comum recomendam não ir.

A polícia não é uma profissão de certezas, de escolhas fáceis e certas, de ausência de riscos, de legalidades simples dos bancos acadêmicos. Polícia é risco e incerteza 24 horas do dia. Não existe a possibilidade de esperar um criminoso sacar a arma e apontá-la para você antes de você decidir atirar. Não se pode pedir sempre um mandado de busca para entrar em uma casa. Não existe sempre situações claras de risco e de flagrante delito que lhe permitam saber 100% do sucesso de suas escolhas e suas ações. Nas ruas é sacar a arma antes e atirar, entrar sem pensar para surpreender e não ser surpreendido. A polícia não é uma profissão de certezas e legalismo acadêmico. Não podemos transformar nossos policiais em pessoas acuadas e com medo de agir, com medo de responder por crimes, por abusos, por excessos.

Claro que não se pode permitir tudo, autorizar desmandos, torturas, abusos de autoridade. Mas não se pode exigir certezas e antecipações que os imprevistos das ruas não permitem. Não podemos colocar nossos policiais em uma situação de desconfiança prévia em relação aos seus atos que os imobilizem, não podemos exigir garantias que não podemos dar aos nossos policiais. Prejulgando ações policiais como de má-fé, transformamos nossos protetores em covardes que têm medo da decisão, que preferem não sair às ruas para investigar e prender. Hoje na polícia é mais cômodo não fazer nada, pois aí você evita os riscos das decisões incertas e os procedimentos que delas advém. Ocorre que isso é o fim da polícia, de nossos cães pastores, de nossos protetores.

Desgastes, equívocos e erros sempre existirão na atividade policial; mas nenhum erro será maior para a sociedade do que transformar a polícia em um lugar de covardes burocratas, que se escondem atrás de procedimentos e regras acabadas que não resolvem o imediatismo do pavor de um crime acontecendo.

Precisamos de policiais um pouco inconsequentes – pois ninguém em um raciocínio lógico e normal vai enfrentar criminosos que não tem nada a perder ou a ganhar – que não tenham medo da morte, que anseiem pelo confronto, que tenham coragem de ir quando a prudência mandar não ir. Não existe o discurso do herói, do fazer o bem para a sociedade, do transformar o mundo em lugar melhor quando apontam uma arma para você. Ninguém vai pra rua quando o confronto é iminente e a derrota certa, seja morrendo ou voltando vivo para casa. Logo nossa polícia será formada apenas por covardes. Logo o caos habitará entre nós.

Rafael Vianna é Mestre em Ciências Jurídico-Criminais pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, atualmente é Delegado de Polícia no Paraná, assessor civil da SESP, entre outras atribuições.

Fonte:  Rede Democrática PM BM