domingo, 24 de julho de 2016

BOMBEIROS ATUAM EM ACIDENTE QUE FATALIZOU FAMÍLIA NA BR-235.


O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) foi acionado para realizar um resgate em um acidente envolvendo dois veículos de passeio que se colidiram na BR-235, na altura do município de Itabaiana, região agreste do estado. O fato aconteceu no final da manhã da última quinta-feira (22), e deixou a cidade comovida, pois o acidente vitimou uma família que estava no veículo.

Foram deslocados até o local do incidente, uma guarnição do Corpo de Bombeiros, que realizou o resgate veicular das vítimas, prestando o atendimento de retirada do casal presos às ferragens e que já se encontravam em óbito, posteriormente, confirmado por uma equipe do Samu presente do local. A criança foi conduzida por uma ambulância municipal até o Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos, vindo à óbito ainda no translado.

Uma quarta vítima, Renaldo Souza, que conduzia o outro veículo envolvido no acidente, foi encaminhado para o Hospital Regional da cidade de Itabaiana, onde se encontra hospitalizado e seu estado de saúde é estável.

Fonte:  CBM/SE

O BLOG ESPAÇO MILITAR PARABENIZA O TENENTE CORONEL FRANCISCO SECUNDO DE SOUSA PELO SEU ANIVERSÁRIO.



O blog Espaço Militar gostaria de parabenizar o Tenente Coronel Francisco Secundo de Souza pelo transcurso do seu aniversário neste domingo, dia 24, rogando a Deus que o abençoe cada vez mais, dando-lhe muita paz, saúde, prosperidade e alegria, ao lado dos seus familiares e amigos.

Prestamos esta singela homenagem ao amigo.

Que o brilho de tua vida busque no céu a essência da luz da vitória para espalhar em teu caminho otimismo, esperança, compreensão, coragem e que tenha determinação para continuar a vencer.
Parabéns e Feliz Aniversário!

MUITOS POLICIAIS QUE SÃO PAGOS PARA PROTEGER A SOCIEDADE PERDEM SUAS VIDAS EM CONFLITOS COTIDIANOS. CONFIRAM O VÍDEO QUE VAI EMOCIONAR.

A guerra urbana que atinge a população brasileira de forma geral deixa muitas vítimas. Mas a sociedade não costuma dar a devida atenção a todas elas.

Muitos policiais que são pagos para proteger a sociedade perdem suas vidas em conflitos cotidianos. Outros acabam violentamente feridos, sendo amputados e levando uma vida cheia de limitações, precisando de próteses, cadeiras de rodas, etc.

O episódio de estreia do Conexões Urbanas vai mostrar como funciona um Centro de Reabilitação para estes combatentes no Rio, como funciona o Hospital da Polícia Militar do Rio e também algumas dessas vítima e seus familiares, além de conversar com Átila Roque, da Anistia Internacional, secretário de segurança do Rio, José Mariano Beltrame, entre outros.

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO É EMOCIONANTE:


Mutilação, insegurança, falta de credibilidade e reconhecimento social, esperança, orgulho e honra. Estes foram alguns pontos que ficaram evidentes no primeiro capítulo da 7ª temporada do projeto Conexões Urbanas, exibido  pelo Multishow. Com o título “O que sobrou do céu” o episódio abordou o drama de policiais que vivem o cotidiano do conflito urbano com traficantes na cidade do Rio de Janeiro, exibindo relatos de agentes alvejados na luta contra o crime e buscando a opinião de autoridades no assunto.

Recorrente na realidade dos cariocas, o conflito armado entre o crime e a polícia, carrega marcas impressionantes em números de vítimas, inserindo a violência como parte da cultura na cidade do Rio de Janeiro. Imersa neste contexto, ratificado pela mídia, muitas vezes, de forma sensacionalista, a sociedade acaba naturalizando as fatalidades e perdendo a sensibilidade quanto ao valor da vida que há por trás das fardas da Polícia Militar.

No sentido de contribuir para dissolver esta cultura de criminalização e falta de percepção, José Pereira de Oliveira Junior, apresentador e coordenador do projeto “Conexões Urbanas”, mostrou de perto alguns casos de policiais que foram alvejados por criminosos em serviço e outros que foram surpreendidos pela ação de meliantes fora do horário de trabalho.

O programa exibiu como funciona a reabilitação destes agentes mutilados e como eles são acolhidos pela família e pela corporação. Por outro lado, o apresentador conversa com autoridades e especialistas como o Diretor Executivo da Anistia Internacional, Átila Roque, o Secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, e a Coordenadora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Candido Mendes, Silvia Ramos, cientista social, sobre este drama social, buscando respostas que ajudem a entender a postura inerte da população quanto a atentados direcionados ao corpo policial carioca e buscando saber quais as soluções estão sendo tomadas e quais as já existentes para enfrentar esta problemática.


Fonte:  Papo de PM

BANDIDOS INVADEM ESCOLA ESCOLA PÚBLICA EM ESTÂNCIA E ROUBAM TODO ESTOQUE DE MERENDA.

Mais uma escola pública de Estância é arrombada por ladrões


Durante a madrugada da última sexta, 22,  bandidos invadiram mais uma escola da rede pública de ensino do município de Estância e subtraíram todo o estoque de merendas do local. Desta feita, o fato foi registrado no Bairro Cidade Nova, na escola Doijan, localizada na esquina da Avenida Jornalista Augusto Gomes com Camilo Calazans.

Segundo as informações repassadas a redação do nosso portal, os bandidos subtraíram toda a merenda, material de limpeza e os dois botijões da unidade escolar. De acordo com uma pessoa que preferiu não se identificar, a escola estava com as dispensas abastecidas com carnes, frangos e todos os alimentos  que seriam utilizados no lanche dos alunos assim que a greve dos professores fosse encerrada e as aulas iniciadas.

“Prejuízo da poxa”,  destacou a pessoa que não quis se identificar.

Em uma semana, esse foi o segundo arrombamento a escolas da rede pública de ensino.

Na semana passada, bandidos arrombaram o Júlio Leite e subtraíram 3 botijões e um computador. A Polícia Civil e a Guarda Municipal recuperaram parte do roubo.

Ainda sobre a onda de invasões a escolas e furtos nos estoques de merenda, de acordo com informações, há aproximadamente três meses outra escola foi visitada por bandidos que subtraíram botijões e o estoque de merenda. Desta feita, a escola foi o Núbia, no Conjunto Paulo Amaral, também no bairro Cidade Nova.

Enquanto as escolas estão sendo arrombadas, a secretaria de educação possui, segundo informações contidas no site do TCE, um contrato com vigência de 01/04/2014 e término em 31/12/2016 com uma empresa especializada na prestação de serviços de segurança integrada no valor atual de R$161.175,30, valor este que, pelo visto, não está surtindo efeito, haja visto que os bandidos estão adentrando nos prédios, fazendo a limpa e não estão sendo pegos pela equipe contratada para tal fim.

Fonte:  Diário Sergipano (Pisca Jr.)

sábado, 23 de julho de 2016

MORTE DO DELEGADO: ADEMIR MELO PODE TER SIDO VÍTIMA DE LATROCÍNIO.


A polícia continua investigando o crime que vitimou o delegado Ademir Melo, assassinado no início da noite da última segunda-feira, na Alameda das Árvores, em Aracaju.

Uma das linhas de investigação é a de que o delegado pode ter sido vítima de latrocínio.

Imagens mostram que o delegado caminhava na calçada trocando mensagens via whatsApp quando um elemento, numa moto, desferiu três tiros de revólver 38.

Apenas uma bala atingiu o delegado, que não resistiu aos ferimentos depois de ser levado às pressas por policiais para o Hospital Primavera.

O marginal não subtraiu bem do delegado mas, para a polícia, pode ter havido o latrocínio tentado.

A pistola pessoal do delegado foi encontrada ao lado de seu corpo, o que, para a polícia, mostra que ele tentou reagir.

Não há confirmação da polícia. NE Notícias apurou que essa é uma das linhas de investigação.

Para a polícia, também é provável que o marginal não soubesse que sua vítimna era delegado de polícia.

Fonte:  NE Notícias

sexta-feira, 22 de julho de 2016

O BLOG ESPAÇO MILITAR PARABENIZA A GUARDA MUNICIPAL DE NOSSA SENHORA DO SOCORRO POR COMPLETAR 7 ANOS DE EXISTÊNCIA.

SINDICATO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE CARMÓPOLIS EMITE NOTA DE REPÚDIO.


O Sindicato dos Guardas Municipais de Carmópolis vem através desse repudiar a atitude perseguidora  tomada pela prefeitura municipal de Carmópolis.

Essa gestão perseguidora, mostrou mais uma vez sua verdadeira forma de agir, colocando de forma INDEVIDA falta nos guardas municipais que participaram da paralisação realizada pela categoria. Além disso, descontou com antecipação o dinheiro das "faltas" dos guardas. Como se não bastasse, estão perseguindo os guardiões, colocando guardas em locais sem condições mínimas de trabalho e com risco de desabamento.

Diante dos fatos, o SIGMC por meio da assessoria jurídica, já está providenciando respostas através de ações jurisdicionais, já que tais atitudes vão de encontro a leis vigentes no nosso país.

Atenciosamente,

SIGMC.

SARGENTO VIEIRA FALA SOBRE PROJETO DE SUBSÍDIOS PARA POLÍCIA MILITAR.


Fonte:  Cidade Alerta Sergipe/TV Atalaia

MÉDICA QUE TERIA ATENDIDO PM NO RIO DE JANEIRO DESABAFA EM REDE SOCIAL.


“Até quando eu vou ter que consolar uma mãe que diz ‘como eu vou viver sem nunca mais ver meu filho?’.Até quando eu vou ter que escutar ‘o filhinho dele de 2 anos é tão apegado com o pai... como vai ser agora?’ Escutar ‘como eu vou aguentar ver meu filho de 24 anos num caixão?’.  Até quando, Meu Deus, até quando????”

O policial foi o 59º de 60 policiais militares mortos este ano no Rio de Janeiro. O soldado foi enterrado no último dia 11, no Cemitério de Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

O 60º assassinado foi o policial militar aposentado Carlos Magno Sacramento, morto durante uma tentativa de assalto em um bar na Rua Governador Silveira, no bairro Apolo III, em Itaboraí, Região Metropolitana do Rio.

De acordo com a corporação, o subtenente foi socorrido e levado para a UPA de Manilha, mas não resistiu.Nenhum suspeito de ter cometido o crime foi identificado. A Delegacia de Homicídios de Niterói está investigando o caso.

O subtenente trabalhou na PM por mais de 32 anos e estava na reserva há dois anos. Ele bebia num bar, no fim da tarde, quando foi assassinado. De acordo com um relato numa rede social, um homem teria chegado e disparado oito tiros contra o policial e depois fugido com a arma dele.

Fonte:  Papo de PM

APROVADOS NO CONCURSO DA PM E QUE AINDA NÃO FORAM CONVOCADOS FAZEM CAMINHADA CONTRA A VIOLÊNCIA PELAS RUAS DE ARACAJU.


Fonte:  Jornal do Estado 1ª Edição/TV Atalaia

PLP 257 PODE SER VOTADO EM AGOSTO. PROPOSTA PREJUDICA TODOS OS SERVIDORES E MILITARES ESTADUAIS DO PAÍS.


O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou no último dia 12 de julho, por 335 votos a 118, o regime de urgência para o Projeto de Lei Complementar 257/16, do Poder Executivo, que renegocia as dívidas dos estados perante a União. O deputado Wolney Queiroz espera votar a proposta em agosto, após o retorno dos trabalhos legislativos. O diretor da Associação de Praças de Santa Catarina (Aprasc) e um dos representantes da Anaspra nas mobilizações em Brasília, Flávio Damiani, faz uma avaliação negativa da mudança do regime de tramitação:

- Na semana anterior, tentaram votar a urgência da matéria e perderam. E, agora, retornaram novamente com esse requerimento e aprovaram. Provavelmente, essa pauta vai para votação no dia 2 de agosto, sem tramitar por comissão nenhuma. Dessa forma, o diálogo é quase zero.

O que é o PLP 257

Em março, o então governo de Dilma Rousseff apresentou medidas com o objetivo de refinanciar a dívida dos Estados e do Distrito Federal junto ao governo federal. Para dar um alívio financeiro imediato, propôs-se o alongamento do prazo de pagamento das dívidas dos entes com a União em 20 anos.

- Em 1999, o problema era de sustentabilidade. Atualmente, é fundamentalmente de fluxo. O alongamento resolve o problema de fluxo de curto prazo para a grande maioria dos estados -, argumentou, à época, o então ministro da Fazenda, Nelson Barbosa.

O reflexo da iniciativa, no entanto, atinge em cheio os servidores públicos e militares estaduais, além do próprio serviço público. Caso a proposta (Projeto de Lei Complementar PLP 257/2016), em tramitação no Congresso Nacional, seja aprovada, os funcionários públicos terão uma série de direitos cortados. Entre eles, acabar com qualquer concessão de vantagem, aumento e reajuste de remunerações; não nomear novos servidores; aumentar a alíquota de contribuição previdenciária; entre outras.

Essas medidas deverão ser adotadas pelos estados como contrapartidas de reforma fiscal exigidas pelo governo central.

- É preciso relativizar e deixar uma margem para que o gestor, para que o Estado, possa responder às demandas sociais, ainda que comprometa porcentuais do orçamento - defende o cabo Manoel Guimarães Filho, diretor jurídico da Associação dos Policiais Militares do Maranhão (Aspom).

O projeto conta com o apoio de governadores e foi discutido no âmbito do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), portanto, é possível prever que haverá apoio das bancadas estaduais, de quase todos os partidos, para a aprovação. O PLP também foi adotado pelo governo provisório de Michel Temer, e é tido como uma das ferramentas do ajuste fiscal e econômico levado a cabo pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles. 

Substitutivo e PEC 241

O relator da matéria na Comissão Especial, deputado Esperidião Amin (PP-SC), apresentou um substitutivo, mas acredita-se que não houve mudanças significativas. Ao contrário do que é dito, também não exclui os militares estaduais do pacote de maldades. Os praças da Polícia e Corpo de Bombeiros Militar dos Estados são tão afetados quanto os civis, pois não há nada que os diferenciem, garante Damiani, da Aprasc.

- Ele tirou daqui e colocou ali, mas na essência continua a mesma coisa. Tudo que tinha para prejudicar os servidores públicos na PEC 241, ele colocou na PLP 257 - explica Damiani. 

O diretor da Aprasc se refere à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, que prevê, entre outras coisas, que o aumento das despesas da União não poderá ser maior do que a inflação do ano anterior.

De autoria do governo interino do presidente Michel Temer, a PEC será analisada inicialmente na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), que fará o exame de admissibilidade. Se for aprovada, segue para discussão e votação em uma comissão especial. A última etapa na Câmara é a votação em dois turnos no Plenário. A votação em urgência da proposta também é uma das prioridades do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) - eleito recentemente.

Para a direção da Anaspra e demais categorias de trabalhadores, a PEC 241 funciona mais ou menos como um Cavalo de Tróia dentro da administração pública. E, escondido nas entranhas do equino, estão os parasitas do dinheiro público.

- Quando se cria uma legislação restritiva como essa você está impedindo que o Estado garanta o mínimo existencial para a população. No meu ponto de vista, essa legislação tem um endereço muito certo, que é encher o bolso dos especuladores e de empresários de vários setores, como da saúde, da educação e do saneamento. A PEC 241 traz uma previsão de que todo gasto previsto tem que vir acompanhado de uma fonte de financiamento, e isso é inviável - aponta o cabo Guimarães, da Aspom/MA.

PLP 257 - Medidas de contrapartida exigidas pelo governo federal (curto prazo)

• Vedação à concessão de vantagem, aumento, reajustes ou adequação de remunerações a qualquer título aos servidores estadual. Apenas exceção constitucional será contemplada.
• Limitação do crescimento das outras despesas correntes, exceto transferências a municípios e ao Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público (Pasep), à variação da inflação.
• Não concessão de renúncia de receita ou qualquer tipo de benefício fiscal.
• Não nomeação de novos servidores, ressalvadas as reposições decorrentes de aposentadoria ou falecimento de servidores nas áreas de educação, saúde e segurança. 
• Proibição de contratação se estende ao pessoal empregado em empresas estatais dependentes, autarquias e fundações estaduais. 
• Redução em 10% a despesa mensal dos cargos de livre provimento e nomeação, em comparação com a do mês de junho de 2014.

Segundo a proposta do governo, as medidas deverão vigorar por pelos dois aos após à assinatura do contrato de alongamento da dívida. Caso se verifique o descumprimento dessas medidas, o Estado terá 180 dias para se adequar, sob pena de cancelamento do contrato.

PLP 257 - Medidas estruturais de contrapartida exigidas pelo governo federal 

1 - Aprovação de Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual (LRFE) que contemple, entre outras coisas: elevação das alíquotas das contribuições previdenciárias dos servidores e patronal ao regime próprio de previdência social para 14% e 28%, respectivamente;
 e a instituição de regime de previdência complementar, compatível com as regras de equilíbrio atuarial (contribuição definida).

2 - Alteração na LRF - maior rigor no tratamento das despesas com pessoal que contemple, entre outras coisas:
• alteração no conceito de 'despesa com pessoal' com a inclusão de terceirizados para atividade fim no conceito e apuração feita com base na remuneração bruta do servidor (inclusive Imposto de Renda de Pessoa Física);
• vedação à concessão de aumento, reposição salarial ou redução de carga horária sem a proporcional redução de remuneração nos últimos 180 dias anteriores ao final do mandato do titular do respectivo poder ou órgão;
• e alteração do momento no qual é acionado o alerta para o crescimento das despesas com pessoal, dos atuais 90% para 85%, e o limite prudencial da despesa de pessoal/ Receita Corrente Líquida dos atuais 95% para 90%.

As leis que irão concretizar as contrapartidas devem ser aprovadas no prazo máximo de seis meses a partir da assinatura do contrato. O descumprimento dessa obrigação resultará na revogação do termo aditivo. 

PLP 257 - Dívida e auditoria

As dívidas dos Estados decorrem do refinanciamento realizado em 1997 e em 2001, pela União, de passivos dos estados e municípios, e deveriam ser pagas em 30 anos.

Sem a alteração da proposta, a dívida tem prazo de extinção até o início dos anos 2030 e o valor agregado dos pagamentos em favor da União assume montantes crescentes até 2026. Com o plano, o governo projeta que os pagamentos se estenderão até o ano de 2050.

Essas dívidas foram contraídas por inúmeros governos, de diversos partidos, com objetivos, muitas vezes, alheios aos interesses do serviço público. Integrante da Associação Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fatorelli, afirmou que o projeto prejudica os servidores públicos. Ela considerou que, antes de se criar alguma legislação para rolar, mais uma vez esse montante, é necessário realizar uma auditoria da dívida.

- Nós temos vários indícios de ilegalidade, ilegitimidades e até fraudes dessa dívida. E essa dívida nunca foi objeto de uma auditoria. Então, nós reivindicamos que, antes de qualquer negociação e medida, seja feita uma auditoria com participação da sociedade civil para garantir que vamos ter acesso aos dados -, afirmou Fatorelli.

Impactos

De acordo com nota técnica elaborada pelo Dieese, os servidores e os serviços públicos sofrerão impactos. Entre eles:

1- Assim que os acordos de alongamento da dívida forem assinados, os servidores públicos e militares estaduais ficarão, obrigatoriamente, dois anos sem aumento salarial, ainda mais em um contexto de inflação relativamente alta. Pior: muitas categorias, principalmente da base do serviço público, já estão com seus salários arrochados, sem a devida reposição da inflação dos últimos anos.

2- Para piorar a situação financeira dos trabalhadores, o aumento da alíquota de contribuição previdência vai acabar reduzindo a remuneração líquida dos trabalhadores, já que não vai ser possível compensar através de reajustes salariais.

3- Haverá redução do emprego em várias áreas do serviço público. Mesmo as áreas de saúde, educação e segurança pública não vão acompanhar a expansão da demanda. A combinação de aumento da população, redução do poder aquisitivo e a diminuição da oferta de serviços públicos (como educação) pode aumentar, por exemplo, o índice de criminalidade. Mas, com a proposta dos governos federal e estaduais, não vai ser possível aumentar o efetivo policial.

4- As condições de trabalho também podem ficar pior, com a proibição de contratação de pessoal e com o corte de despesas correntes, que pode refletir na falta de material, como a compra de viaturas e combustível, leitos e livros didáticos, por exemplo.

5- Os processos de privatização de empresas estatais serão acompanhados com a demissão de trabalhadores, bem como de perdas de direitos após a transferência para propriedade privada, como aconteceu em experiências anteriores.

6- Como os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF - passam a ser mais rigorosos, especialmente na relação entre despesa com pessoal e receita, os Estados deverão se ajustar, reduzindo despesas ou aumento os impostos.

7- Outro efeito da limitação da LRF pode ser o descumprimento de política de valorização dos profissionais da educação, saúde e segurança pública, áreas de maior contingente de servidores que prestam serviços sociais fundamentais.

8- Há ainda a possibilidade de revogação da lei que estabelece a política de valorização do salário mínimo, limitando o reajuste apenas à inflação do período. Com essa medida, categorias nas quais há um piso salarial - e que poderiam ter seus ganhos reais ancorados no ganho real do salário mínimo - também podem ser afetados nas suas futuras negociações salariais.

- Diante dessa situação, a Anaspra convoca todos os servidores estaduais e militares, bem como todas as entidades filiadas, para conversar com os deputados federais, em cada Estado, para apresentar nossa posição coletiva contrária ao PLP 257  à PEC 241. Precisamos derrotar agora essas proposições antes que seja tarde demais para os funcionários públicos e ao serviço público como um todo - defende o presidente da Anaspra, cabo Elisandro Lotin de Souza.

Fonte:  Anaspra

POLICIAIS MILITARES DO RIO DE JANEIRO FAZEM SEGURANÇA DA FORÇA NACIONAL.


O Rio de Janeiro está vivendo um momento histórico, porém cômico, não fosse a situação em que estão sendo impostos aos policiais da Força Nacional, que após se submeterem a ter que dormir em local improvisado, agora estão sujeitos a ficar sob a “proteção” da policia militar do Rio.

Segundo informações, integrantes da milícia do Rio teriam proibido os agentes da Força Nacional de andarem armados e por conta dessa situação, PMs estariam fazendo a “segurança” dos agentes.

Desde as primeiras horas de hoje que circula em vários grupos de whatsapp, áudios de supostos policiais militares da ativa do Rio de Janeiro e que estão debochando dos colegas militares que integram a Força Nacional.

O problema é que segundo esses áudios, os agentes da Força Nacional estão precisando de “proteção” dos PMs para se manterem no Rio de Janeiro. Em um dos áudios, um suposto PM diz que “isso aqui não é a band news não. Piada do dia. somos os incompetentes para fazer a segurança dos jogos olímpicos a policia do Rio. Ai chamaram os super policias de outros estados que não conhecem a nossa realidade para fazer a segurança ganhando uma diária de quinhentos e porrada por dia. Ai agora, ameaçados teoricamente por vinte melecas da milícia da Gardenia, se vocês forem lá ta lá a piada estampada na porta. A PM fazendo a segurança para a Força Nacional dormir em paz”, desabafa um suposto PM do Rio, que ao final profere um palavrão e diz que está “quase pedindo arrego”.

Ironia – um outro suposto policial militar do Rio, chega a citar que é da 4ª Companhia do 1º Pelotão, em tom irônico diz que “meu irmão nós estamos fazendo a segurança dos policiais da Força Nacional de segurança. Vocês acreditam nisso? Aqueles caras estão na Força Nacional só para ganhar diária. Porque, se você é policial da Força Nacional e se o cara falar que você não pode andar armado, você tem que…”, continua o suposto militar em tom de ironia afirmando que “tem cinco viaturas da nossa policia militar do Rio de Janeiro fazendo a segurança deles. Como eles conseguem dar segurança para outras pessoas se eles não conseguem se proteger”, questiona.

Fonte:  Faxaju (Munir Darrage)

GOVERNO QUE NÃO PAGA HORA EXTRA, GRAE, FECHA O SEMIABERTO E NÃO CONVOCA EXCEDENTES, NÃO PRIORIZA A SEGURANÇA PÚBLICA.


Até o mais radical oposicionista repete o que muito se ouve nas ruas: NUNCA SE PRENDEU TANTO QUANTO AGORA!

Mesmo assim, até o mais firme dos humanos está assustadíssimo com a insegurança pública que toma conta de Sergipe.

Em qualquer lugar por onde se ande, há reconhecimento público do correto trabalho da SSP, de seu serviço de inteligência, das polícias Civil e Militar, que nunca antes experimentaram tamanha integração.

Mas, por mais que manifeste preocupação, o governo deixou de priorizar a Segurança Pública.

NE Noitícias discorda de quase tudo o que tem falado o presidente da OAB, Henri Clay Andrade, sobre a criminalidade em Sergipe, mas concorda inteiramente quando ele repete: o problema não é falta de dinheiro. porque a crise nunca deve chegar à Saúde, à Educação e à Segurança Pública.

O governo de Sergipe é o único culpado pelo fechamento do semiaberto. A falta de semiaberto tem obrigado a Justiça, no cumprimento da lei, a devolver às ruas perigosos bandidos, como fez ontem, ao libertar um dos mais violentos traficantes de drogas da Grande Aracaju.

Depois de reduzir os índices de criminalidade nos primeiros meses de gestão, a equipe do secretário de Segurança Pública, João Batista, teve que se arranjar, em junho, com a falta de pagamento de hora extra e GRAE aos policiais.

Futuros policiais civis e militares, aprovados em concursos, clamam por convocação, enquanto os já baixos efetivos são reduzidos permanentemente.

O governo acertou quando mudou o comando da SSP. Falta priorizar a Segurança Pública.

Fonte:  NE Notícias

PROJETO SOCIAL REÚNE 120 ATLETAS DE JUDÔ EM SEDE DA PM.

Iniciativa foi atestada como ação preventiva contra a violência



Um projeto desenvolvido entre o Batalhão de Choque da Polícia Militar de Sergipe e o SESI vem proporcionando a uma centena de garotos a chance de ter o contato com o esporte sem precisar pagar nada. Nomeado “Escola vai ao Batalhão de Choque”, a atividade de cunho social é realizada de segunda a sábado, em três horários, sob o comando do sensei e cabo Elvio Marcelo Lisboa Santos.

A judoca Tayane Cristine contou um pouco de sua experiência aos leitores do Portal Infonet: “Há três anos eu treino aqui. Eu era uma menina dispersa, não queria nada com a vida, deixava tudo pela metade, até que eu encontrei o professor. Ele acreditou em mim e conseguiu despertar meu interesse pela modalidade. Hoje eu estou em busca de uma conquista pessoal, que é a faixa preta”, destacou a garota.

O projeto existe há cinco anos e atende 120 crianças e adolescentes moradores do bairro América. Aproximadamente 500 jovens já passaram pelo projeto, desenvolvido no Centro de Lutas do Batalhão de Choque, anexo às instalações do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). A ação foi reconhecida pelo Ministério da Justiça como uma iniciativa eficaz de prevenção à violência.

Fonte:  Infonet

VIDA SEM VALOR.


A cúpula da Segurança Pública de Sergipe comemora o fato de o índice de homicídios ter ficado estável. Nada demais se essa estabilidade não escancarasse números tão alarmantes: de janeiro até agora, foram mortas no estado 622 pessoas. Somente em Aracaju, a violência fez 434 vítimas fatais no primeiro semestre deste ano. Uma verdadeira carnificina!

Fonte:  Blog do jornalista Adiberto de Souza

GRUPO PRATICA ARRASTÃO NO SENAC. CONFIRAM A REPORTAGEM.


Fonte:  Cidade Alerta Sergipe/TV Atalaia

PROBLEMA PARA ACOMODAR PRESOS. "SAPÃO" JÁ ESTÁ DE VOLTA ÀS RUAS.


Sergipe está com problema de acomodar presos em regime semi-aberto, e tem que solta-los, porque não tem presídio adequado para eles e a justiça os põe em liberdade.

A interdição do presídio semi-aberto de Areia Branca criou esse problema.

‘SAPÃO’

Ontem mesmo foi solto um dos mais violentos traficantes de Aracaju, conhecido por ‘Sapão’, porque foi contemplado com o semi-aberto e não há presídio para ele.

‘Sapão’ atua na Zona Norte e deve querer readquirir os pontos perdidos.

Fonte:  Faxaju (coluna Plenário do jornalista Diógenes Brayner)

quinta-feira, 21 de julho de 2016

O BLOG ESPAÇO MILITAR PARABENIZA O POLICIAL MILITAR EDICLAN SANTOS PELO SEU ANIVERSÁRIO.



O blog Espaço Militar parabeniza o policial militar Ediclan Santos por completar mais um ano de vida nesta quinta, dia 21, rogando a Deus que o abençoe cada vez mais, dando-lhe muita paz, saúde, prosperidade e alegria, ao lado dos seus familiares e amigos.

Prestamos esta singela homenagem ao amigo:

Como é bom compartilhar momentos especiais com uma pessoa amiga. Alguns dias são mais alegres, outros nem tanto, mas os verdadeiros amigos sempre estão ao nosso lado.
Hoje é um desses dias felizes, e o sol nasceu ainda mais radiante para saudar você pelo seu aniversário.
Se pudéssemos lhe presentear da melhor forma, o presente seria que todos os seus maiores sonhos se realizem.
Você merece tudo que há de melhor.  Deus te abençoe sempre.
Mais uma vez, feliz aniversário! Muitos e muitos anos de felicidade para você.

O BLOG ESPAÇO MILITAR PARABENIZA O SARGENTO PM RR VALMIR VIEIRA POR COMPLETAR MAIS UM ANO DE VIDA.



O blog Espaço Militar parabeniza o Sargento PM RR Valmir Vieira por completar mais um ano de vida nesta quinta, dia 21, rogando a Deus que o abençoe cada vez mais, dando-lhe muita paz, saúde, prosperidade e alegria, ao lado dos seus familiares e amigos.

Prestamos esta singela homenagem ao amigo.

Felicidades para você, por este dia tão especial que é o seu aniversário.
Parabéns, que possa ter muitos anos de vida, abençoados e felizes, e que estes dias futuros sejam todos de harmonia, paz e desejos realizados.
Que seu coração, esteja sempre em festa, porque você é um ser de luz.
Desejamos um feliz aniversário!

BANDIDOS INVADEM O SENAC EM ARACAJU, FAZEM ARRASTÃO E ESPANCAM ALUNOS.

Bandidos invadem o Senac em Aracaju, fazem arrastão e espancam alunos


Terror. Esse é o clima vivido por vários alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem  Comercial (Senac) em Aracaju

Bandidos invadiram na tarde desta quinta-feira (21), o Senac na rua Senador Rollemberg Leite, no Bairro São josé em Aracaju e fizeram um verdadeiro arrastão. Armados e muito agressivos, os marginais rederam os alunos e chegaram a espancar alguns que devido à violência e o medo de serem mortos acabam desmaiando.

A policia foi acionada e está no local.

Fonte:  Faxaju (Munir Darrage)